O príncipe que eu conheci!

70cm de altura, pernas firmes, olhos de fogo e fralda de animaizinhos. Meu sobrinho adotivo, Cauê, fez um ano de idade esses dias. Ele está com os pais, em Floripa e eu às voltas com a estréia de “Cambaio [a seco]” em São Paulo, então o nosso primeiro encontro foi virtual, pelo skype. Enquanto eu gritava e acenava e fazia caretas, emocionado por estar perante um príncipe (coisa que eu nunca tinha feito antes, distraído por não perceber a realeza dos bebês), o Cauê, do lado de lá retribuiu minha alegria apertando os botões do teclado, familiarizado que já está com a tecnologia.

Isso dos amigos morarem longe só serve para eu me lembrar que eles moram aqui no meu coração, e os abraços preciso me acostumar a dar em pensamento.

Mas para apresentar o Cauê, preciso dizer que ele vem de uma família fantástica: João e Nanci, de tão amigos que somos, os chamo de meus “pais adotivos”,  são os avós do pequeno e Felipe e Letícia são seus pais.

Felipe, amigo/irmão há 20 anos, estudou comigo e representou o noivo na festa junina do nosso pré-primário. Foi a primeira peça em que atuamos juntos: fui o padre e tive a honra de casá-lo em primeiras núpcias com a Rafaela, de 6 anos.

Felipe e eu crescemos juntos e, adolescentes, éramos grudados, fazendo teatro, saindo para as baladas, conversando, estudando para o vestibular. E mesmo longe fisicamente, o Felipe é daqueles que eu sinto aqui perto, aqueles que mesmo depois de muito tempo sem encontrar eu sinto a mesma sintonia!

Corta! 2008: Felipe se casa com Letícia (aquele casamento da festa junina foi muito breve, só durou até a quadrilha acabar), em Indaiatuba. A Lê, além de enfermeira sensível, é dançarina e está em pé de igualdade com o Felipe no talento para fotografar. Os dois estudaram cinema na Austrália e tocam uma produtora audiovisual em Floripa.

Querido Cauê, quando você puder ler, acho que vai ficar feliz de saber como foi nosso primeiro encontro. De minha parte foi um prazer enorme!!

Tio Gera está aqui, aos seus serviços, pequeno príncipe!!

Advertisements

One response to “O príncipe que eu conheci!

  1. Geraldo, você escreve muito bem, com carinho e valor pelas coisas que faz e as pessoas que conhece. Estas qualidades suas me inspiram no meu dia-a-dia. Seu olhar positvo pela vida influencia, não só a mim, mas a todos, e isso, que parece um pequeno ato, na verdade pode mover montanhas! Obrigada! Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s