Retrospectiva 2011

É chegada a hora: falta só mais um dia e vamos terminar esse ano! A retrospectiva que eu quero fazer começa com a viagem do Uruguai, de longe a melhor viagem que eu fiz na vida! No ano passado, nesse exato dia e hora, eu estava em um meeting, sentado com os companheiros de 6 meses, indo fundo lá dentro pra sair desse lado mais leve e com a cabeça mais flexível.

Quando acabou o meeting fomos ensaiar nossa peça de teatro para a apresentação do Reveillon. Foi um show à parte da Ivone, de longe a melhor atriz paraguaia que eu já vi! Comecei o ano com uma peça de teatro no centro Isha!

Depois da volta para o Brasil, estive um tempo me adaptando a toda essa correria maluca de Sampa, retomando meus contatos com teatro, cinema, publicidade, organizando as coisas que já fiz em vídeobooks, site, blog…

Teve, e ainda terá, “Depois daquela viagem”, nos palcos: 14 atores contando a história da Valéria Polizzi, que contraiu HIV com 16 anos e deu um show de grandeza e transparência contando e alertando todos nós para as dificuldades e preconceitos com relação à doença e todos os outros, mais sutis, que estão por aí, nos separando de tanta gente fantástica.

Esse ano teve curtas, cenas, propaganda, teve de tudo um pouco! Do que vou me lembrar com muito carinho é das festas: niver do meu pai, meu, encerramento de ano, Sarau… E dos filmes mais lindos que vi esse ano: KUNG FU PANDA, YES MAN, e claro, CARA OU COROA, (que eu fiz!!!) que ainda vai estrear em 2012!

Das peças: “Histórias por telefone”, “La omisión de la família Coleman”, e “Viver sem tempos mortos”, tão sinceras e poéticas! Parabéns a esses artistas todos!

Esse ano foi importante porque estou escrevendo de novo e isso eu adoro!

E é importante porque quero homenagear meu avô, um menino de oitenta e nove anos que resiste ao cansaço da idade e nos inspira no nosso Sarau de Natal (sim, fizemos um sarau em família no sábado passado), com a música que quero compartilhar e que é mais ou menos assim:

Com um tapete eu fiz um traje de Tarzan,

Você de sarongue, ficou um colosso

Eu vou, eu vou, eu vou

Com meu amor

Au, iiii, ué,

Nas selvas de Mato Grosso, enquanto eu caço, você pesca lambari,

Às margens, do Rio Taquari,

Se por acaso aparecer um jacaré,

Pois é, não vá se assustar, é só me chamar,

Se eu não vier de elefante eu venho a pé!

(Uma marchinha de carnaval de 1941, de Wilson Batista – Santo Google)

E hoje, um abraço especial ao vô: querido Arthur Togeiro, o menino mais bonito de Cruzeiro!

E 2012 vai ser o melhor ano das nossas vidas!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s