Ridículo

huashuahuashua!

Mesmo que eu já tenha sido ridículo muitas vezes, ainda estremeço quando me pego em uma situação incomum.

Corro até o parque do Ibirapuera perto da minha casa e enquanto espero os semáforos abrirem, geralmente pulo amarelinha parado no mesmo lugar. Sinto um leve incômodo por intencionalmente fazer essa brincadeira, mas insisto porque sim.

Nas pistas de dança das casas noturnas, de novo encontro oportunidade para romper com as imagens de como eu deveria ser e me chacoalho inteiro com passos inventados na hora e com alguns que aprendi e fazem parte do meu arsenal.

Eu continuo com essas brincadeiras porquê sei que no fundo eu continuo a mesma criança risonha e descontraída e fazer o “ridículo” é uma forma de me ajudar a ser essa criança de novo.

Parece bobo e é. Tão bobo que me pego rindo à toa quando penso nisso e essa risada me inspira a continuar com essas palhaçadas.

Pra comemorar o dia do ridículo, aí vai o LINK de uma brincadeira dessas.

Abração e bom fim de semana,

Geraldo

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s